Aqui vai-se falar da cultura em geral De música e literatura em particular

13
Set 09

Já vos falei aqui, num outro artigo, sobre uma questão que, na minha perspectiva, influencia negativamente os hábitos de leitura; os preços dos livros.

Sem querer aprofundar este tema em demasia, devo reiterar a minha opinião desfavorável ao modo como as editoras avaliam as obras que colocam nas livrarias.

Não estarei muito longe da verdade se disser que muitos de vós já abdicaram de comprar um ou outro livro devido à exorbitância dos preços praticados. Atrevo-me mesmo a dizer que já chegaram a comprar um livro de menor qualidade, em detrimento de um grande livro, devido ao custo inferior do primeiro.

Também já não é segredo para ninguém (bem pelo contrário) que os livros de poesia estão hiper inflacionados no mercado nacional, isto se compararmos com os preços de outros géneros literários.

Tal como todos vós, também eu me vejo na obrigação de analisar bem a relação qualidade/preço antes de adquirir um livro.

Se, por um lado, temos um autor consagrado cuja obra é à partida uma garantia de qualidade, por outro lado, devemos ter em atenção se o preço pedido é justo ou se em contrapartida existem alternativas bem mais de acordo com os nossos bolsos.

Neste contexto, tenho o dever, para não dizer a obrigação, de vos aconselhar a procurarem outras edições do mesmo livro e compararem preços. Não raras vezes, encontro o mesmo título numa outra editora e a um preço bem mais razoável.

Sirvo-me desta minha introdução como nota justificativa para os livros que hoje vos sugiro, pois adquiri-os, não individualmente, mas sim num pack de três. Qualquer um deles pode ser comprado separadamente mas se fizerem as contas verão que 23 euros é um valor bem em conta em troco de três livros. E garantidamente, esse valor será muito superior se os adquirirem em separado.

 

Passemos então à apresentação dos objectos que me trazem aqui:

Tal como surge no título deste meu artigo, este é um pack de poesia em alemão. Para os menos atentos ou até mesmo desconhecedores da poesia Teutónica poderá ser um pouco difícil identificar desde logo alguns nomes mas já todos ouvimos falar de romancistas como Thomas Mann e Hermann Hesse do teólogo Lutero ou do fasciante dramaturgo Bertolt Brecht. Na poesia, alguns podem referir Goethe, Schiller ou Heine.

No entanto, a poesia em alemão não se restringe a esses nomes nem ao espaço geográfico da Alemanha da Austria ou Suiça dos nossos dias. Existe todo um passado e uma história que nos trouxe até à actualidade alguns dos textos mais importantes da cultura europeia dos séculos XVIII , XIX e início do século XX.

Georg Trakl (1887-1914) e o seu Outono transfiguado é menos conhecido que Friedrich Hölderlin (1770-1843) e o seu livro Elegias e fica bem na sombra do consagrado Rainer Maria Rilke (1875-1926) com o seu famoso livro As elegias de Duíno.Mas todos eles deixaram uma marca na cultura europeia, cada um com a sua dimensão.

Estes três livros são, no seu conjunto, bons exemplos dos diversos caminhos que a poesia pode percorrer sem deixar de ser sempre inovadora e intemporal.

Cada um dos autores tem uma forma distinta de ver o mundo e de o descrever e as suas vivências, dramas, paixões e experiências estão espelhadas nos seus trabalhos poéticos.

Para terminar digo-vos apenas que este pack é-nos "oferecido" pela Assírio & Alvim.

 

Boas leituras

publicado por manu às 14:38
tags:

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30


links
Posts mais comentados
22 comentários
18 comentários
16 comentários
12 comentários
12 comentários
comentários recentes
Parabéns ao apresentador e à autora!Bjo!
otimos comentarios de Simon Scarrow,
Que surpresa!!!!Beijocas
E dia 22 lá estarei muito, muito orgulhosa :)Beijo
Meu querido amigo venho desejar um excelente 2011 ...
Gostei muito da apresentação que o Xavier fez do t...
Olá meu amigo como pode verificar não fica atrás a...
Olá Fátima! Com a saúde não se brinca, espero que ...
Meu amigo é com tristeza que venho pedir desculpa ...
Olá Manelita! E não precisas passar factura. Beijo...
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO