Aqui vai-se falar da cultura em geral De música e literatura em particular

01
Set 10

Os que melhor me conhecem e lidam comigo quase diariamente sabem que basta uma palavra, um acontecimento ou uma imagem para esta minha mente entrar num corrupio de pensamentos para em seguida surgirem as ideias mais inesperadas; como naquele jogo em que alguém diz uma palavra e logo outro tem de dizer uma relacionada (exemplo: azul - céu - estrelas - noite...). A minha cabeça funciona um pouco assim; por associação de ideias. À primeira vista, e para quem não me conhece ou tem um relacionamento mais superficial comigo, isto que acabo de revelar pode parecer um pouco estranho, havendo talvez quem lhe chame insanidade. Mas as coisas são como são e é assim, através deste processo, que me surgem as melhores ideias. Serve esta pequena introdução para que possam entender o que adiante passo a relatar:

Nos últimos dias tenho recebido alguns mails de pessoas que se queixam de não estarem a encontrar o meu livro nas livrarias e a minha resposta é, invariavelmente, esta: existe uma boa possibilidade do livro estar esgotado mas podem fazer a reserva pois a editora tem um acordo com as livrarias que permite uma resposta rápida a este género de solicitações. Sejamos francos; ninguém estaria à espera que a editora colocasse um número considerável de exemplares nas livrarias, ainda para mais de uma primeira obra (afinal de contas não sou um best-seller).

Devido a estes mails tive de tentar desbloquear a situação e perante o pouco tempo livre que o trabalho me deixa comecei a fazer contas à vida e a ter aqueles pensamentos que todos nós temos maldizendo a sorte, vociferando contra o destino e lamentando-me por nunca ter tido a chance de poder trabalhar em algo que me realizasse pessoalmente. Os poucos momentos em que posso afirmar estar em sintonia comigo mesmo é quando estou a ler ou a escrever. Inclusive, num dia de trabalho, a única hora que realmente me satisfaz é a de almoço, não pelo repasto mas por poder ler um pouco (todos os dias levo um livro comigo). O resto do dia é vivido numa ansiedade tremenda para chegar a casa e fechar-me no meu mundo ideal; o dos livros e da escrita.

Sabendo que nem todos têm a sorte de exercer uma profissão de acordo com o que se gosta de fazer, lá vou aproveitando os meus limitados tempos livres para me realizar; leio os meus livros, escrevo os meus poemas e faço um trabalho de divulgação de poesia em língua portuguesa num espaço que criei no blogger no início do ano. Perante a boa aceitação que o TOCA A ESCREVER tem sido alvo ( não em comentários mas em visitas) e tendo em conta que este blogue tem estado um pouco parado ( há muito que não consigo fazer aqui as habituais sugestões literárias) decidi revitalizar este espaço através de algumas iniciativas que pretendo levar a bom porto ( assim me permitam o tempo e a disponibilidade financeira).

Assim sendo e porque este post já vai longo, deixo aqui o aviso à navegação que apartir do próximo fim de semana e com periodicidade mensal, realizarei neste blogue alguns passatempos havendo livros (não só o meu) para oferecer. Como em tudo na vida, também nestes passatempos existirão regras que a seu tempo divulgarei, no entanto, há uma que é imperioso deixar desde já expressa, os participantes terão de residir em território português.

Espero que com o passar do tempo alguns autores e/ou editoras se juntem a este meu projecto e contribuam nesta minha tentativa de estimular o gosto pela literatura em língua portuguesa.

Já agora espalhem a palavra e venham participar. 

publicado por manu às 10:52

Olá Manu. Terei todo o gosto em participar se achar válida a minha participação, com os meus livros tb e o que pensar por bem e em divulgar esta sua ideia que acho óptima. Um beijinho
FatimaSoares a 1 de Setembro de 2010 às 14:22

Olá Fátima!
Em primeiro lugar quero agradecer a sua disponibilidade em contribuir neste meu novo projecto. É gratificante e motivador poder contar com o apoio dos autores neste género de iniciativas.
Como refiro no post, nem todos têm a sorte de exercer uma profissão de acordo com o que mais gostam de fazer, eu sou um desses. Mas isso não me impede de, dentro das minhas possibilidades, criar mecanismos que me realizem. Assim foi com o meu blogue de divulgação de poesia, cuja aceitação tem sido boa ( maior até do que eu esperava) mesmo por parte dos autores, inclusive alguns - Ana Paula Raposo, Lili Laranjo, Luis Ferreira, Yegamino, Miguel Beirão - chegaram a enviar-me livros, contribuindo para o "sucesso" do projecto.
Por diversas razões, este blogue esteve quase parado e acho que, juntando o útil ao agradável, posso revitalizá-lo e ao mesmo tempo dar visibilidade à literatura em português, que tanto precisa. É apenas uma gota de água no Oceano mas todas contam, não é verdade?
Mais uma vez o meu agradecimento pela disponibilidade. Deixo-lhe o meu mail para podermos falar mais detalhadamente sobre o assunto manulomelino.mail@sapo.pt

Beijos












manu a 1 de Setembro de 2010 às 15:13

Olá Manu! Pronto já divulguei não sei se está bem se concorda. Optei pelo blog do sapo por estar mais aqui que na Blogger e por ter um leão eheheh... Amigo se achar que algo não está bem diga sim. Divulguei no blog
http://darkvelvetheart.blogs.sapo.pt/
Como amnhã já é 5ª feira...
Bjs e uma noite descansada.
FatimaSoares a 2 de Setembro de 2010 às 22:34

Olá Fátima! Vou já ver esse seu contributo que tanto me honra e agradeço.

Beijos

p.s. no google também tenho um leão
manu a 3 de Setembro de 2010 às 00:31

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
24
25

26
27
29
30


links
Posts mais comentados
22 comentários
18 comentários
16 comentários
12 comentários
12 comentários
comentários recentes
Parabéns ao apresentador e à autora!Bjo!
otimos comentarios de Simon Scarrow,
Que surpresa!!!!Beijocas
E dia 22 lá estarei muito, muito orgulhosa :)Beijo
Meu querido amigo venho desejar um excelente 2011 ...
Gostei muito da apresentação que o Xavier fez do t...
Olá meu amigo como pode verificar não fica atrás a...
Olá Fátima! Com a saúde não se brinca, espero que ...
Meu amigo é com tristeza que venho pedir desculpa ...
Olá Manelita! E não precisas passar factura. Beijo...
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO