Aqui vai-se falar da cultura em geral De música e literatura em particular

29
Jul 09

Há momentos na vida de um homem que exigem reflexão e ninguém está imune a que esses momentos também lhe surjam.

Quando esses momentos aparecem, nem sempre é fácil encontrar a melhor solução e os problemas parecem ganhar dimensões gigantescas.

Mas, na maior parte das vezes, os problemas são de fácil solução e quem os tem exagera-os em demasia, tornando-os então praticamente insolúveis.

Cabe então a cada um simplificar esses problemas e assim torná-los pequenos desafios ou mal-entendidos. 

Acredito que o provérbio popular Cada cabeça, sua sentença também tem razão de existir e ainda bem que assim é.

Seguindo esta linha de pensamento, resta-nos respeitar as decisões que cada um acha serem as mais adequadas para a resolução dos seus problemas.

Desde muito cedo, aprendi que a melhor forma de interagir com as pessoas é dar-lhes o mesmo respeito e liberdade que exigimos para nós próprios.

Faço da frase Amor com amor se paga, ódio com amor se repugna um lema de vida e até este momento tenho tido mais sucessos que fracassos.

Contudo, quando achamos que uma pessoa está a tomar as decisões erradas ou menos apropriadas, devemos - ou melhor - temos a obrigação de alertá-la para esse facto.

E não há no mundo ninguém mais capacitado para chamar à razão do que um amigo.

Na maior parte das vezes, é pela voz de um amigo que encontramos a saída mais sensata, o caminho mais correcto ou a via mais segura.

É na minha qualidade de amigo ( assim me considero neste caso) que deixo aqui um apelo ao Miguel Beirão para voltar atrás na sua decisão e presentear-nos com o regresso do seu blogue Balada da liberdade.

Sabes bem, meu amigo, que não sou só eu que te faço este apelo, muitos outros amigos comuns e não só, querem poder voltar a contar com a tua voz activa e pertinente.

Habituaste-nos com os teus poemas interventivos e não temos aqui ninguém que os faça como tu.

Por mais séria e complicada que tenha sido a argumentação que te levou a acabar com o blogue, tens de ter em conta que a acutilância, a irreverência e a pertinácia da tua poesia, transformaram o Balada da liberdade num blogue classificado como espaço de utilidade pública.

Assim sendo, é de toda a justiça que voltes e nos permitas ter acesso a algo que também é nosso.

 

A todos os que lerem este meu artigo peço que deixem aqui um apelo ao Miguel Beirão para que esta minha iniciativa ganhe outra dimensão e ele se resolva a devolver-nos o que é de todos por direito adquirido. O blogue Balada da liberdade sempre foi a nossa voz contra as injustiças sociais, culturais, raciais, económicas. Sem a poesia deste poeta Nexense ficamos sem voz.

 

VOLTA BALADA da LIBERDADE 

VOLTA MIGUEL BEIRÃO

 

publicado por manu às 18:43
tags:

Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
26

27
28
29
30
31


links
posts recentes

Volta Balada da liberdade

subscrever feeds
Posts mais comentados
comentários recentes
Parabéns ao apresentador e à autora!Bjo!
otimos comentarios de Simon Scarrow,
Que surpresa!!!!Beijocas
E dia 22 lá estarei muito, muito orgulhosa :)Beijo
Meu querido amigo venho desejar um excelente 2011 ...
Gostei muito da apresentação que o Xavier fez do t...
Olá meu amigo como pode verificar não fica atrás a...
Olá Fátima! Com a saúde não se brinca, espero que ...
Meu amigo é com tristeza que venho pedir desculpa ...
Olá Manelita! E não precisas passar factura. Beijo...
posts recentes

Volta Balada da liberdade

mais sobre mim
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO